Instituições financeiras públicas e privadas interrompem empréstimos consignados no INSS

As instituições financeiras não estão reagindo bem à diminuição do limite de juros para empréstimos consignados destinados a aposentados e pensionistas. Na sexta-feira (17), o Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal, ambos bancos governamentais, anunciaram a suspensão da disponibilização desse tipo de empréstimo aos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Caixa e BB seguem bancos privados na interrupção dos empréstimos

Bancos publicos e privados suspendem credito consignado no INSS
Dinheiro, Real Moeda brasileira. Foto: José Cruz, Agencia Brasil

A Caixa e o BB se juntaram a diversos bancos privados que já haviam cessado a concessão de empréstimos na quinta-feira (16). A medida ocorre depois que o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) reduziu o limite de juros de 2,14% para 1,7% ao mês no crédito consignado. A taxa para cartão de crédito consignado também foi diminuída de 3,06% para 2,62%.

Rotating Banners

Reação do ministro da Previdência Social e relatório do Banco Central

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, reagiu através das redes sociais. Ele defendeu que o governo use os bancos públicos para manter a oferta de crédito consignado do INSS. Lupi postou uma nota de repúdio assinada por centrais sindicais que afirma que a suspensão prejudica principalmente os aposentados e pensionistas que necessitam de crédito para complementar a renda e atualmente não têm acesso a outros tipos de linhas.

Mais informações, acesse aqui. Edição: Kleber Sampaio

Rotating Banners
O quanto você gostou desse post